EMAIL

contato@giroplastic.com.br

Telefone

19 3225 0118

Meio ambiente

  • Plástico não é poluente
girplastic

Meio Ambiente

Essa palavra tem sido falada e comentada em quase todos os setores da sociedade, nas escolas, nas rodas familiares, nas reuniões políticas, nas empresas, até em igrejas podemos encontrar palestras e ações sobre o meio ambiente. Realmente precisamos nos preocupar porque é da nossa terra, do nosso habitat que retiramos todas as matérias primas que precisamos para transformarmos e produzirmos tecnologias que nos fazem bem e facilitam a nossa vida. Tecnologias médicas como medicamentos e aparelhos de diagnostico, tecnologias de transporte como aviões, carros, caminhões e muitos outros, tecnologias da comunicação como telefones celulares, TV digital, internet e tantas mais, que nos ligam a um mundo cada vez mais globalizado. O que vemos é que, desde o pão que comemos pela manhã até o sistema de transporte mais rápido, a natureza nos oferece toda a matéria prima para a transformação de simples materiais naturais em grandes tecnologias para o nosso bem estar, ao longo dos anos o homem através de estudos e pesquisas foi aprendendo como transformar recursos naturais em produtos e tecnologias, mas assim como a natureza oferece tudo isso ela espera que apliquemo-nos a pesquisar maneiras de cuidar e preservar o meio ambiente.

Cada setor um procedimento

Para cada setor da sociedade existem formas diferentes modos de cuidar do meio ambiente, na agricultura cuida-se de prevenir erosões, controlar venenos de plantações, cuidar da mata nativa, etc., nas escolas ações educativas, na política alem das leis de proteção a criação de coletas seletivas e cooperativas de reciclagem, nas indústrias cumprir as devidas leis alem de criar e educar seus trabalhadores para ações ecológicas que estende-se também em suas próprias casas, em todos ramos de nossa sociedade há atitudes para serem tomadas. Perceba que cuidar do meio ambiente, não esta ligado, a política ou a empresas, esses pouco podem fazer se não houver uma conscientização de cada cidadão no sentido de fazer cada um sua própria parte.

Todo material que da natureza foi extraído e transformado pelo homem pode ser reprocessado e reciclado. Existem três formas de reciclagem: a mecânica, a química e a energética cada uma delas com seus diferentes custos e processos, mas abrangem todos os tipos de materiais.

O PLástico e o mundo contemporâneo

Hoje vivemos em uma sociedade moderna, prática onde o tempo é um artigo muito precioso, e há também a cultura do descartável que facilita e agiliza a vida urbana e corrida. Tudo que consumimos vem embalado de forma pratica em embalagens de plástico, papel, isopor, etc., e nossas passagens pelos comércios como shoppings, supermercados, materiais de construção e tantos outros, na maioria das vezes não saímos de casa para lembrar-nos de uma sacola retornável e sim na correria do dia a dia fazemos nossas compras e necessitamos de embalagens. Hoje o plástico ocupa lugar em vários setores da economia desde a indústria automobilística até a indústria alimentar e o plástico veio a substituir outros produtos extraídos da natureza que prejudicam o meio ambiente como é o caso da madeira usada para produzir embalagens de papel e papelão, palets, mourões, vigas, etc., o plástico hoje faz parte da nossa vida e precisamos urgentemente criar uma cultura de separar, coletar e reciclar, atitudes simples em nosso dia a dia como separar o lixo de nossa casa o que é orgânico e o que é reciclável, o orgânico vai para os aterros sanitários e o reciclável, encaminhamos para postos de coleta ou cooperativas ou até mesmo para comerciantes de reciclados.

sacolas e meio ambiente

Mudança de hábitos

Todo processo de mudança de hábitos tem seus custos financeiros ou às vezes somente custos de mudar a rotina, esses custos existem na indústria e também nas nossas casas e vale à pena adotarmos medidas de mudanças em nossa vida para ajudar a preservar o nosso planeta, medidas como separar o lixo de casa e encaminhar para os devidos lugares de coleta, isso reduziria a quantidade de material plástico e de sacolas nos aterros sanitários, isso porque quanto mais lixo, enviamos para os aterros, mais sacolas ou sacos plásticos para lixo estaremos mandando para lá, se você não embalar seu lixo em uma sacola provavelmente estará embalando seu lixo em um saco plástico para lixo e se separar o lixo orgânico para aterros e o reciclado para postos de coleta estaremos utilizando menos sacolas ou sacos plásticos para mandarmos aos aterros que durarão mais tempo recebendo menos lixo e haverá mais matéria prima para as indústrias de reciclagem e menos extração de recursos naturais destinados a produção de produtos novos e sim produtos feitos com matéria prima reciclada.

Awesome Image

Cada setor um procedimento

Por mais que se discuta, a verdade é que já não podemos viver sem o plástico. Seja na sacola do supermercado, nas garrafas de bebidas, nos filmes para fraldas descartáveis ou na bolsa para soro medicinal, o plástico está em todos os lugares. Mas apesar das suas vantagens, ele também traz sérios riscos para o planeta. A reciclagem é uma possível solução para o problema, mas como ela funciona?

O plástico

Primeiro vamos conhecer exatamente o que é o plástico. Uma definição do portal Reciclagem.net diz que “plásticos são artefatos fabricados a partir de resinas (polímeros), geralmente sintéticas e derivadas do petróleo”. A fabricação ocorre quando grandes cadeias moleculares (os tais polímeros), que por sua vez, são formadas por moléculas menores (monômeros), são unidos, em um processo chamado polimerização.

Apesar de encontrarmos na natureza polímeros naturais, como em algodão, madeira, cabelos, chifre de boi e látex, a fabricação do plástico exige a utilização de polímeros sintéticos, extraídos do petróleo por meio de uma série de reações químicas.

Existem dois tipos de polímeros (plásticos): os termoplásticos e os termofixos. Os termoplásticos são, plásticos que não sofrem alterações em sua estrutura química durante o aquecimento e que podem ser reprocessados várias vezes pelo mesmo ou por outro processo de transformação. Já os termofixos são plásticos que, após moldados, não podem ser fundidos e remoldados novamente, portanto não são recicláveis.

Os termoplásticos podem ser de diversos modelos, como Polietileno de Baixa Densidade (PEBD); Polietileno de Alta Densidade (PEAD); Policloreto de Vinila (PVC); Poliestireno (PS); Polipropileno (PP); Politereftalato de Etileno (PET); Poliamidas (náilon) e muitos outros. Já os termofixos podem ser baquelite, Poliuretanos (PU) e Poliacetato de Etileno Vinil (EVA), poliésteres, resinas fenólicas, etc.

Todos os plásticos possuem algumas características físicas e de degradação térmica diferentes, que contam na hora da reciclagem. Por conta disso, eles foram separados em categorias e identificados por números. Confira:

Awesome Image

Todos os tipos de pláticos produzidos

1. Politereftalato de etila (PET) Garrafas de refrigerantes, sucos, água mineral e óleo de cozinha

2. Polietileno de alta densidade (PEAD) Sacolas de compra, frascos de iogurte, embalagens de xampu e produtos de limpeza

3. Policloreto de vinila (V) Vinil não-plastificado em garrafas transparentes, vinil plastificado em mangueiras, solas de sapato, tubos

4. Polietileno de baixa densidade (PEBD) Forro de plástico preto, tampas de potes de sorvete, cestos de lixo

5. Polipropileno (PP) Pacotes de batata frita, canudos, embalagens transparentes

6. Poliestireno (PS) Talheres de plástico, copos para bebidas quentes, embalagens de comida, caixas de frutas

7. Outros (ABS) Demais tipos de plástico, como acrílico e náilon

Todo material que da natureza foi extraído e transformado pelo homem pode ser reprocessado e reciclado. Existem três formas de reciclagem: a mecânica, a química e a energética cada uma delas com seus diferentes custos e processos, mas abrangem todos os tipos de materiais.

Processo de reciclagem

Reciclagem

Todas essas substâncias, quando depositadas em lixões e aterros, podem dificultar a decomposição dos materiais biologicamente degradáveis, impermeabilizar o solo.

Reciclagem

Coleta seletiva

Faça sua parte.

Nós, consumidores, podemos ajudar separando os plásticos recicláveis dos não-recicláveis.

Importância da coleta

Oxi-bio

A Giroplastic Embalagens Plásticas fabrica sacolas plásticas oxi-biodegradáveis com os produtos e aditivos fornecidos pela RES Brasil e Willow Ridge Plastics, Inc.

Oxi-biodegradável

Processo de fabricação

Como a Giroplastic produz suas sacolas plásticas Oxi-bio. Processo totalmente automatizado e ecologicamente correto.

Produção